Sensibilização

O projeto também se dedica a educação ambiental e sensibilização das populações locais, proprietários de terras e turistas que visitam a região. Por ser uma espécie que desperta vínculo afetivo com as pessoas, propõe-se que ela se torne um facilitador de conscientização, podendo culminar com a inibição do tráfico da fauna nativa e fortalecimento de agentes da conservação ambiental do Pantanal.

Escola-Jatobazinho-2

Com o patrocínio do Programa E-CONS/SPVS-HSBC e demais apoiadores do Projeto Papagaio-verdadeiro, o Parque das Aves, o Refúgio Ecológico Caiman e o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, iniciamos uma nova etapa do Projeto. A meta é construir uma ampla rede de defesa da natureza no Pantanal, utilizando o papagaio-verdadeiro como embaixador dessas ações de conservação e inibição do tráfico de animais silvestres na região. Para sensibilizar crianças e adolescentes criamos, com a colaboração da arte educadora Ramona Rodrigues/Cia das Artes – Campo Grande, MS, um teatro de bonecos. A manipulação dos personagens e as atividades complementares são realizadas pela nossa bióloga e educadora ambiental, Anne Zugman/FNB.

TEATRO

Para tanto, desde março de 2013 o teatro de bonecos “Nas Asas do Vento” vem sendo apresentado pela equipe do projeto em escolas rurais, indígenas e eventos culturais da região. Cerca de 3.500 crianças e adolescentes acompanharam fascinadas a vida dos papagaios falantes de varias escolas de Porto Murtinho, Miranda, Bodoquena, Jardim, Campo Grande e Bonito já assistiram. Com uma linguagem voltada para alunos do ensino fundamental e cheia de humor, a peça tem um personagem central, o papagaio Manoel, que conta a história da sua família que é ameaçada por traficantes, que coletam os filhotes dentro dos ninhos para vender nas grandes cidades.A peça “Nas asas do vento” a história aborda, de maneira lúdica e agradável, a temática do tráfico de animais silvestres no Pantanal que remete a reflexão sobre a importância da conservação da fauna e flora do Pantanal.

DSCN4700

O papagaio Manoeltermina a apresentação com a reflexão: “Somente na natureza a gente pode voar à toa, comer o que é saudável, viver como bicho de verdade e arranjar namorada, para ter muitos filhotes. Para a natureza continuar existindo, em equilíbrio, todo bicho é importante, tem a sua função e não pode ser retirado. Se você quer ver e ouvir os passarinhos em sua casa, plante árvores de muitas flores e frutas, abra a janela e espere que nós vamos, livres, fazer uma visita!”

 Manoel-Verdadeiro-navegando-o-Rio-Paraguai

DIVULGAÇÃO DO PROJETO E SENSIBILIZAÇÃO DA SOCIEDADE
A divulgação dos resultados do projeto é realizada desde 1997, para diferentes públicos e utilizando diferentes meios. O objetivo é sensibilizar a sociedade quanto aos danos à natureza, resultantes da captura de animais da natureza e perda de habitat, utilizando o papagaio-verdadeiro como espécie carismática. As ações de divulgação incluem:

Comunidade científica (pesquisadores, professores, estudantes): através de apresentação em congressos e eventos científicos relacionados a essa área de pesquisa (zoologia, ecologia, ornitologia) e de publicações em revistas científicas especializadas, indexadas ou não.

Comunidade em contato direto com o projeto (proprietários rurais, funcionários das fazendas, turistas, guias de turismo): durante as atividades de campo é apresentado o projeto e suas atividades são acompanhadas, além de distribuído material impresso (folder) com fotos e informações sobre o projeto, palestras para guias e turistas.

Sociedade em geral (pessoas que não têm contato direto com o projeto): o acesso às informações do projeto ocorre através do blog: http://www.wildlifedirect.org/blogAdmin/blueparrot, além da mídia (jornais, revistas e televisão) em geral, participação em eventos culturais e palestras para públicos diversos. Também a traves da página no Facebook: https://www.facebook.com/projetopapagaioverdadeiro